sexta-feira, 22 de julho de 2005

À soalheira

5 comentários:

A disse...

O perder de vista, a calma, o sossego, a paz de espirito. Que vontade dá de viajar. Disfrutar do silêncio é um luxo.

Obrigado por me fazeres viajar António.

xxx

A

António Caeiro disse...

Alentejo ... é uma calma ... que nos acalma.

nikonman disse...

Obrigado pela tua visita. Vou passear agora por Monsaraz (através do teu blogue).

AnaCristina disse...

Espectacular...
Uma visão alentejana...

Anónimo disse...

De facto, burros é o que não falta no Alentejo, e em particular em Monsaraz (como em todo o País também, é claro)