quinta-feira, 8 de setembro de 2005

Branco

15 comentários:

nelsonmateus disse...

pessoas? será k nã existem pessoas em monsaraz?
nunca aparecem nas tuas fotos ...

António Caeiro disse...

existem, poucas mas existem... no entanto noventa e tal por cento das minhas fotos não tem pessoas.

maria da rosa disse...

Conheço muito bem Monsaraz, a igreja, o cemitério, a pousada e o ensopado de borrego. No natal o presépito gigante vai andando até chegar ha arena, iluminada por uma estrela igualmente gigante que se ve a kms de distancia.
Antes do alqueva só se via uma paisagem a perder de vista, as x verde outras seca, rasgada pelo guadiana, agora quando se olha, parece que tudo é agua, por todo o lado carros com barcos e ate parece moda ir á pesca da achegã. Existem pessoas, existem carros, existia a praia da carraça ehehehe e não existem antenas.
Gostei das fotos e da homenagem a uma terra lindissima, povoada de gente simples e regada por um exelente vinho.
Ah compadre que rica uva :)

O Micróbio disse...

É branco, mas o tinto tb é bom... :-) Bom fim de semana... Este fim de semana vou até ao Crato!

António Caeiro disse...

é isso ... sempre cheio de preferência.
Bom Fim de Semana

Eduardo disse...

Excelente foto, Caeiro!

ernesto esteves disse...

Isso mesmo. Descubra Monsaraz desde o nascer do sol até ao seu pôr. Essa terra tem uma infinidade de tonalidades. Eu sei que tem, porque já lá estive muitas vezes. Agora, desafio-o a colocar aqui, neste blog, as potencialidades dela.

JRD disse...

Magnífico! Apetece percorrer a parede com a mão aberta.

Ana Santos disse...

eu sou uma amante de cores fortes e quentes: o vermelho, o laranja, o rosa... mas a paz que nos trás o branco, a pureza que transmite e a alegria da simplicidade que tem é única, e mais uma vez retrataste isso!

xxx

A

Anónimo disse...

Ai ana santos... gostava de te conhecer... a sensualidade do rosa, do vermelho e do laranja, na calma e pureza do branco do lençol.
Que poesia, que, sensibilidade!!!
Parece conversa de padre, mas dá para ficar apaixonado por tanta felicidade.

Anónimo disse...

ana santos, diz por favor onde andas tu,a pureza do branco dá-me uma tesão que fico alaranjado,até as veias se transformam em rosa tal é a vontade de despurificar o branco,diz-me onde andas tu, quero ser amante em carne viva e saltar de rosa em rosa de laranja em laranja de oliveira em oliveira...

montexaraz disse...

falta qualquer coisa nas vossas fotos? ...
O que será meu senhor, Caeiro?
de Monsaraz não é o senhor pois não? se não conhecia-o!!
FALTAM As pessoas!!
Que caiam as paredes de branco para vocês poderem fotografar o "Branco"
Sim à pessoas em Monsaraz devemos ser cerca de 80, mas a cada vez somos menos pois a população é envelhecida!!
E quando os velhos falecerem e os novos saírem! acha que ainda vai ter paredes brancas para fotografar!!!?

Monsaraz sem o seu povo passa a vila fantasma, sem carácter nem historias para contar! como as vossas fotos vazias e sem historias para contar!

António Caeiro disse...

montexaraz,
Eu embora não tenha nascido nem esteja a viver em Monsaraz, uma boa parte do tempo que lá passo é com o pincel na mão, a caiar, assim parece que também faço parte desse tal grupo que mantém as paredes brancas.
Quanto às 80 pessoas, se quiser posso enviar-lhe a lista com os nomes...e quanto ao facto de não aparecem nas fotos é por simples opção do fotografo.
saudações alentejanas.

Anónimo disse...

ó antónio caeiro, com o pincel na mão? tão mas que pouca vergonha é essa? andas por aqui a dizer estas merdas e depois as pessoas nao ta acreditam porra.
Agora vou beber um pega rija que o do roguengos tá caro.Nao fiques com pincel na mão muito tempo que a irmã da canhota depois não
ao dá o rendimento.

montexaraz disse...

Em Monsaraz caia-se com trincha, a pincel nunca mais acabavas!.
E a minha parede não caias tu!!
Eu não preciso de nomes de pessoas que conheço!

Deviam pagar um tributo aos habitantes por conservarem a vila e por aturarem este desrespeito e arrogância pelos seus costumes, tradições e cultura!
Se não andavam a fotografar eram paredes caídas, como acontece já nalgumas casas desabitadas!

Muito obrigado mas não precisamos da sua divulgação! Nem que nos incomode com os seus flash!

Pedia-lhe um contacto para da próxima vez que a minha casa precisar de ser caída eu lhe pedir um orçamento!!

Atenciosamente
Montexaraz!