quarta-feira, 19 de outubro de 2005

Torre à noite
















"Acordei com estrelas sobre o rosto. Subiram até mim ruídos campesinos. Aromas de noite, de terra e de sol refrescavam-me as têmporas..."

in "O Estrangeiro" de Albert Camus

9 comentários:

Eduardo disse...

A fotografia, Caeiro, está duplamente iluminada:por ela própria e pelo excerto de Camus. O Estrangeiro é uma obra notável.Abraço

António Caeiro disse...

Obrigado Eduardo. É um dos meus livros preferidos.

nelsonmateus disse...

o castelo aparenta estar em excelente condições ... sofreu alguma restauração?

ps: em breve terei 1 utilidade para as tuas fotos ... mas até lá! ficará nos segredos dos deuses!

1 abraço

António Caeiro disse...

nelsonmateus- Têm tido o devido cuidado de o preservar, no entanto existem alguns locais que não estão assim tão bem cuidados, como por ex. a Ermida S. Bento, que aguarda a restauração.
aguardo o assunto do (post scriptom)
abraço

Mem Gimel disse...

Bom dia

Fica sempre bem ver a noite velada por torres.

um abraço

António Caeiro disse...

mem gimel- concordo, é belissima a noite em Monsaraz, ouvir o som do vento do alto das torres ...

Inha disse...

Olá António.;) Vim retribuir a visita e por-te nos links, ok?
Bela foto.;)

António Caeiro disse...

inha - obrigado e volta sempre.

Mendes Ferreira disse...

António, um beijo "estrelado". :)