segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Emília Reis, leitora deste espaço, enviou-me algumas fotografias que mostram como está a Ponte Medieval (?) situada junto ao Convento da Orada, a causa, são as obras de construção de uma ETAR.




6 comentários:

Anónimo disse...

Confesso a minha ignorância, mas onde é essa ponte, e o convento da Orada. Perto de Monsaraz?
Felicito-o em divulgar estes tristes casos de como é (mal) tratado o nosso património!

www.patrimonios.blog.com

Anónimo disse...

há muitos mais casos tristes em Monsaraz e no resto do pais tambem. Por acaso li no expresso de á duas semanas a referencia a um parque de estacionamento contruido numa cratera. Fui lá ver e fiquei impressionado com o buraco é uma pena de que estas coisas aconteçam em sitios tão bonitos e tão bem conservados. há um parque numa cratera e vi outro numa plataforma artificial que já está em derrocada, claro que a natureza não deixa que estas coisas aconteçam porque as águas da chuva já está a abrir buracos Deus queira que vá tudo por água abaixo a bem do património. será que as autoridades não olham para estas coisas? nem a câmara? nem o IPAR?

A.Caeiro disse...

Eu tb não conheço esta Ponte.

De facto, e não é só em Monsaraz, ... se vocês vissem o estado de uns Moinhos de Maré na minha zona... fazem-se coisas incriveis e deixam de se fazer outras que se calhar eram mais uteis.

Enfim...

Um dos exemplos em Monsaraz é S. Bento... lá está "abandonado" à muitos anos... já nem a cruz lá está.

Anónimo disse...

O Convento da Orada fica junto ao Ferragudo, seguindo as indicações bem visíveis junto à rotunda "do menhir", (aquela rotunda com uma pedra manhosa a fingir que é um menhir). A ponte fica na ribeira por trás do convento.

http://maps.google.com/maps?t=h&hl=pt-PT&ie=UTF8&ll=38.459285,-7.374315&spn=0.007763,0.013561&z=16

neste link pode ver-se o sitio no google... se calhar é a melhor maneira de localizar o sitio...

Infelizmente há muitos mais casos tristes, é verdade. Seria importante que as pessoas despertassem para a importância do nosso Património, tão rico. Assim, mais atentas ficariam ao que se passa à sua volta e, os blogues, poderiam ser um veículo privilegiado para que isso acontecesse.
Também eu não vivo em Monsaraz, moro em Sintra e, por aqui, infelizmente, também não faltam alguns casos. Só a curiosidade de identificar esta Ponte que vi, em fotografia, numa exposição em Reguengos de Monsaraz no mês de Dezembro, captada por Jurgen Irps, me levou ao local.
Deparei-me com aquela desolação...
Uma ingénua ponte, num local que já terá sido muito bonito, quase engolida por toneladas de pedragulhos que despejaram pela encosta para subir o nível do chão ao das bocas de esgotos que por ali passam a caminho da ETAR que lhe fica próxima.
POBRE PONTE ...
emília reis

Anónimo disse...

Para não falar das muralhas de monsaraz que na parte da frente estão todas bonitinhas e ajardinadas mas na parte de tráz estão mesmo a entrar em derrocada. É uma pena que depois se faça tanta propaganda com as recuperações e em livros e coloiquios quando a vila que mais parece uma muher velha com carradas de pó de arroz e maquilhagem. E gastou-se tanto dinheiro naquelas obras tristes. Quem explica isto? será que este presidente da junta tem mais inteligencia que o velho martelo?

A.Caeiro disse...

ai portugal, portugal...
enfim por vezes nem é preciso muito dinheiro, veja-se o caso da Torre do Relógio que não leva uma pinga de cal à "bués"...