terça-feira, 14 de fevereiro de 2006

Janela ao canto

2 comentários:

a.leitão disse...

Alentejo puro e duro...
A sobriedade enobrece as almas!

Mendes Ferreira disse...

a cal do teu olhar....

beijo.