segunda-feira, 6 de novembro de 2006

Torre

2 comentários:

Lumife disse...

Como nem sempre há possibilidades de visitar os amigos coloquei hoje um poema dedicado a todos os que considero como tal e a quem desejo tudo de bom.

Um abraço

António Caeiro disse...

Muito Obrigado.
Um abraço.