domingo, 9 de abril de 2006

Outros Tempos




Fotografia retirada do livro: A Arte em Portugal / nº. 21 / Monsaraz,
publicado em 1962, Edição Marques Abreu.

3 comentários:

Pedro disse...

É este o tipo de blog que eu gosto. Aquele que mostra o nosso tão lindo Portugal. Gostei muito.
Já agora, visita também o meu. O género é o mesmo, com umas fotos, uns videos e photostory.
Vou voltar,
fica bem

Anónimo disse...

É Lindo ver a minha terra assim;

O Alentejo, Alentejo
que saudade me deixas
só por estar junto do Tejo
eu vou fugir de Lisboa

À Vila de Monsaraz
meu fado foi dar
gosto de para lá olhar
quem sabe para um dia a cantar

Junto ao Rio Guadiana
ali nasces-te plantada
ficas-te a olha-lo
com cara admirada

Ó Vila que linda és
com teus traços medievais
Monsaraz que lindo és
ó terra de olivais

Não sou poeta
sou apenas curioso
faço quadras assim
porque me muito gozo

Unknown disse...

Pedro: obrigado pela visita.
anónimo poeta: e que venham mais desses poemas.
Obrigado!
abraço