sábado, 23 de setembro de 2006

Menir da Herdade do Barrocal

O Menir da Herdade do Barrocal vai ser levantado no dia 23 de Setembro, pelas 15:00 horas, numa operação de arqueologia experimental denominada "Megaconserto", por cerca de 150 pessoas através dos métodos primitivos (força física e cordas) utilizados pelas comunidades dos seus construtores há mais de cinco mil anos.
Esta operação, carregada de simbolismo, está aberta ao público e realiza-se no equinócio de Outono devido à importância que quer os equinócios, quer os solestícios, teriam na orientação e significado destes monumentos. O Menir do Barrocal, impressionante monumento megalítico com cerca de 5,70 metros de altura, é considerado o maior do distrito de Évora, e pelas suas dimensões e significado cientifico, é já reconhecido como um dos mais importantes da Península Ibérica. Desde o inicio deste ano está a ser estudado por uma equipa da Faculdade de Letras de Lisboa, dirigida pelo Professor Manuel Calado, numa intervenção de emergência que teve o apoio da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz e da Herdade do Barrocal.O Menir, localizado na freguesia de Monsaraz, foi removido da posição em que se encontrava, no contexto de trabalhos agrícolas, pelo que se tornou importante efectuar escavações com o objectivo de evitar a eventual degradação das estruturas e estratigrafias arqueológicas conservadas e, ao mesmo tempo, de permitir o restauro adequado do monólito.
Após o "Megaconserto", pelas 19:00 horas haverá um "Megaconcerto" com as actuações de "The Zani Dislexic Band", Felipe Melo, e uma Jam Session a terminar. O distrito de Évora é a área da Península Ibérica onde se concentra a maior densidade de monumentos megalíticos, com particular destaque para o concelho de Reguengos de Monsaraz que tem mais de 150 exemplares identificados. Os Menires encontrados têm cerca de 5000 anos de idade e estão relacionados com as estruturas culturais das primeiras comunidades de agricultores na região.
(informação: CMRM)
Enviar um comentário